O escândalo do Dieselgate fez a Volkswagen voltar sua atenção para uma nova direção: carros ecologicamente corretos. A marca alemã quer levar para as ruas novos modelos elétricos nos próximos anos e ser representativa neste segmento. O conceito Volkswagen I.D. quer repetir o impacto que Fusca e Golf tem na história da marca.

[interlinks]

Totalmente elétrico, o conceito é construído sobre a plataforma modular MEB  – exclusiva para modelos movidos a eletricidade. O motor conta com 168 cv capaz de levar o I.D. a 100 km/h em 8 segundos e atingir 159 km/h de velocidade máxima. A Volkswagen não divulgou as especificações das baterias utilizadas, mas garante autonomia entre 400 e 600 km. A versão de produção terá opções variadas de potência e capacidade de bateria. 80% da carga das baterias pode ser recuperada em apenas 30 minutos na tomada.

Autodesk VRED Professional 2016 SP1

O I.D. Concept carrega uma nova identidade visual que influenciará toda uma nova família de modelos elétricos da Volkswagen, incluindo uma van inspirada na Kombi. As proporções são de um hatch com ares de minivan, algo como um Honda Fit ou o futuro rival Chevrolet Bolt: frente curta, cabine espaçosa e alta, além do perfil monovolume.

Autodesk VRED Professional 2016 SP1

A dianteira traz faróis em LED com desenho parecido com o do Up, acompanhado de pequenos furos na parte interna, tema repetido na parte de baixo do para-choque. Outra semelhança com o subcompacto da Volkswagen é a tampa traseira em vidro. As lanternas horizontais são compostas de finas fileiras de LED. Por dentro, desenho limpo e simples, com volante retrátil que se recolhe quando o modo autônomo está ligado.

Volkswagen I.D. Concept [7]

Destacando as tecnologias embarcadas, a Volkswagen promete que o I.D. terá versão totalmente autônoma em 2025, cinco anos depois do lançamento oficial da nova família de carros elétricos. Ele conta com diversos sensores ultrassonicos, radares e scanners a laser instalados no teto e ao redor do carro para ser capaz de ser conduzido sem auxílio do motorista. É possível, inclusive, deixar que o I.D. encontre sozinho uma vaga de estacionamento.