Os fãs da Kombi estão em êxtase mais uma vez: a Volkswagen apresentou um novo conceito que promete ser o retorno futuro da Velha Senhora, a I.D. Buzz. Parte da inédita família de elétricos autônomos I.D., o novo conceito estará no Salão de Detroit.

O visual é claramente uma releitura moderna da eterna Kombosa, ainda mais retrô que a Budd-e que fez uma pontinha no Salão de São Paulo em 2016. A dianteira remete à primeira geração da van. Há logotipo enorme e um sutil sorriso que serve como abertura para um pequeno porta-malas dianteiro. Enquanto na Kombi original um friso cromaodo delimita sua pintura saia-e-blusa, na I.D. Buzz há filetes de LED que se iluminam em condições diferentes.

O perfil é puramente Kombi: frente achatada e reta com janelas laterais levemente arredondadas, entradas de ar (falsas) na última coluna e o clássico formato de pão de fôrma. A traseira reta revela uma generosa tampa que se estende até a base do para-choque. Como outros conceitos já indicavam, as lanternas verticais baixas deram lugar a um conjunto horizontal.

Quando olhar por dentro da Volkswagen I.D. Buzz, esqueça da Kombi e veja o futuro: assim como o I.D. hatch, o volante é retrátil e há um iPad Pro, que faz as vezes de central multimídia. O visual é limpo e minimalista, mas assim como sua avó, o espaço interno é aproveitado ao máximo, além de ser modulável: o piso plano é permitido por conta das baterias localizadas na base.

Suas medidas são próximas da Volkswagen T6, a sucessora original da Kombi: 4,95 m de comprimento, 1,97 de largura e 1,96 m de altura, com bons 3,29 m de entreeixos. A tração nas quatro rodas é gerida por dois motores elétricos, um no eixo dianteiro e outro no traseiro que, juntos produzem 374 cv e levam a neta da Kombi a 100 km/h em cinco segundos. A autonomia total é de 435 km com carga total. Assim como o I.D. hatch, ela conta com condução totalmente autônoma.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Digite seu comentário
Insira seu nome aqui