Desde que a BMW anunciou que quebraria uma de suas maiores tradições, muitos viram com maus olhos a primeira minivan da marca, a Série 2 Active Tourer. Pois, diferentemente do que possa imaginar, ela se tornou um verdadeiro sucesso.

[interlinks]

BMW Série 2 Gran Tourer Sport Line [9]

Construída sobre a plataforma UKL da Mini, a Série 2 Active Tourer é o primeiro BMW com tração dianteira na história da marca. Após seu lançamento, a BMW expandiu seu lineup de modelos com tração “nas rodas erradas” com a segunda geração do SUV compacto X1, Série 1 Sedã e a irmã de sete lugares da Active Tourer, a Série 2 Gran Tourer.

bmw-225i-active-tourer-7

De acordo com levantamento da JatoDynamics, a Série 2 Active Tourer é a terceira minivan mais vendida do mercado europeu com 77,644 unidades. Ela perde apenas para as irmãs C4 Picasso e Grand C4 Picasso da Citroën com 85.390 unidades e para a rainha do segmento, a Volkswagen Touran e suas 88.169 unidades. Além da Active Tourer, a outra única representante premium do segmento é a Mercedes-Benz Classe B com 56.325 unidades e um amargo quinto lugar.

bmw-225i-active-tourer-9

Grande parte deste sucesso se da pelo status da BMW. Muitos dos clientes simplesmente não dão a mínima importância para a tradição da marca em modelos com tração traseira e, igualmente, não fazem questão desta característica. A Série 2 Active Tourer é consideravelmente mais cara que outras minivans a venda no mercado, com exceção da Mercedes-Benz Classe B que goza do mesmo benefício do status provido por uma marca premium.