Após mostrar o Sandero Stepway no salão de Moscou, a Renault reserva novidades mais novidades para o hatch. Um dos principais produtos da marca em mercados emergentes como Brasil e Rússia (lá, vendido sob a bandeira Dacia), o Sandero deverá ganhar uma versão RS destinada a esses países. As informações foram divulgadas por Patrice Ratti, chefe da Renaultsport, em entrevista para a revista britânica Autocar durante o evento russo.

– Siga o AUTOPOLIS no Facebook
– Leia mais notícias sobre a Renault

Não seria a primeira versão do Sandero com ares esportivos, sendo que a versão GT Line era responsável por dar um visual mais ousado ao carro. No caso da RS, porém, as mudanças deverão ir além do visual. De acordo com Ratti, o carro seria movido por um motor completamente novo. A ideia é que o Sandero RS ocupe a base da gama de esportivos da Renault.

Ainda sobre a motorização, o executivo disse que o baixo peso do Sandero (veja aqui a avaliação da versão Expression do carro) não exige que seja instalado um propulsor muito forte. Considerando que o carro ficará abaixo do Clio RS, é de se supor que ele tenha menos do que os 200 cv do Clio. Algo em torno de 150 cv seria uma suposição realista.

renault-sandero-18

Nada foi dito sobre outras alterações mecânicas, porém, pelo histórico dos modelos RS da Renault, é de se esperar que o Sandero ganhe aprimoramentos em suspensão e câmbio, além de um visual mais agressivo.

Apesar da confirmação de que o carro efetivamente existirá, Ratti nada disse sobre uma possível data de lançamento.