Durante o desenvolvimento de um carro, os engenheiros adoram brincar com a eletrônica em busca do acerto perfeito. Isso só é possível hoje pois os carros estão cada vez mais tecnológicos, sendo capazes de se transformar de um hatch familiar pacato em um verdadeiro devorador de pneus em curvas apenas com o clique de um botão. Como o Focus RS e seu modo drift.

[interlinks]

Ford Focus RS [2]

Em recente entrevista ao site Motoring, o engenheiro chefe da divisão Ford Performance, Tyrone Johnson, disse que o modo drift do Focus RS foi descoberto ao acaso: “o responsável pela dinâmica estava dirigindo o Focus e ao seu lado um engenheiro fazia a calibragem do sistema de tração integral com um computador no colo. “ O engenheiro pediu para tentar um novo acerto e o motorista apenas pediu mais daquele acerto divertido.

Ford Focus RS [5]

Apesar da aprovação do novo acerto dinâmico por parte de todo o time de desenvolvimento, ele só seria inserido no carro caso o chefe global de técnica e desenvolvimento, Raj Nair, aprovasse. Tyrone disse que Raj ficou tão impressionado com o sistema que decidiu promove-lo como grande chamariz do Focus RS. O sucesso do hot hatch hoje pode ser parcialmente atribuído a este sistema, tanto que a Ford não consegue atender à demanda pelo modelo e já cancelou todas as encomendas do modelo 2016 para iniciar a produção da linha 2017.