Assim como a Buick é a porta de entrada da Opel para o mercado norte-americano, a Holden fará o mesmo na Austrália. O clássico Commodore se tornará uma versão rebatizada do Insignia e outros tantos modelos da Opel invadirão a terra dos cangurus. Apesar disso, a presença de modelos Chevrolet ainda é forte, graças a modelos como Barina (Sonic), Colorado (S10), Malibu, Spark, Trax (Tracker), Trailblazer e Cruze, ou melhor, Astra Sedan.

A segunda geração do Cruze chegará à Austrália como Astra Sedan, o que é uma verdadeira confusão, já que a primeira geração do Cruze foi vendida pela Holden sem alterações de nome. Além do novo batismo, o novo Holden Cruze, quer dizer, o novo Astra Sedan tem pequenas alterações estéticas para diferencia-lo em relação ao seu primo Chevrolet.

A dianteira segue o padrão de estilo Opel com grade frontal menor na qual dois frisos cromados emolduram o logotipo, como no novo Commodore. O para-choque do Astra Sedan tem entradas de ar discretas na parte inferior, contrastando com a gigantesca abertura do Cruze brasileiro. Traseira e interior, com exceção do logotipo Holden, permanecem iguais.

O novo Astra Sedan será vendido com o mesmo motor 1.4 turbo usado pelo Cruze brasileiro, a diferença é que ele bebe apenas gasolina e tem 150 cv. Há opção de transmissão manual de seis marchas ou automática, igualmente com seis marchas. O motor 1.6 turbo usado pelo Cruze hatch deixará de ser oferecido. Apesar do nome europeu, o Astra Sedan utiliza o padrão de versões da Chevrolet, sendo oferecido nos acabamentos LT e LTZ.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Digite seu comentário
Insira seu nome aqui