Durante a edição de 2017 da CES a Ford anunciou planos para modelos ecologicamente corretos. O CEO da marca, Mark Fields ressaltou que a marca do oval azul quer dar um grande salto na quantidade e qualidade de veículos elétricos e híbridos. Apesar disso, a Ford causou polêmica no evento.

O responsável foi o Ford Mustang. Pela primeira vez na história dos muscle cars, o Mustang terá uma versão híbrida. A lançamento está marcado para 2020 e a promessaé potência superior ao modelo V8, graças a combinação do 2.3 EcoBoost a motores elétricos. Uma verdadeira heresia para os amantes dos puros muscle cars, que ainda não acreditam no potencial dos híbridos.

Depois de passar por uma dieta extensa com painéis da carroceria feitos em alumínio, a picape F-150 terá uma versão híbrida. O lançamento será feito na mesma época em que o Mustang híbrido, já que ambos compartilharão o mesmo conjunto mecânico.

Com promessa de autonomia de cerca de 500 km, o primeiro SUV compacto elétrico da Ford ainda não tem data de lançamento divulgada. O que se sabe, no entanto, é que o modelo será produzido na planta de Flat Rock, nos Estados Unidos e não terá relação alguma com modelos atualmente produzidos. Ou seja, esqueça da ideia de um EcoSport plugado na tomada.

A linha Transit também terá versões híbridas, mas especificamente nos modelos Custom e Connect. Além delas, Taurus e Explorer em suas respectivas versões policiais (Police Interceptor), ganharão motorização híbrida. Por fim, a Ford promete um modelo totalmente autônomo e híbrido para 2021.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Digite seu comentário
Insira seu nome aqui