Foi preciso duas gerações e uma reestilização para que finalmente o Ford EcoSport chegasse ao mercado norte-americano. A espera foi tamanha que a Ford pulou o Salão do Automóvel de São Paulo para fazer o lançamento em Detroit.

Por fora, o EcoSport ganhou nova dianteira inspirada no Edge, com destaque para a generosa e agressiva grade frontal. Novos faróis ficaram maiores e contam com bloco elíptico e LEDs diurnos. Mais agressivo, o para-choque harmoniza o conjunto. A traseira não passou por mudanças – na Europa e nos EUA a Ford oferece versões sem estepe na traseira, algo que não seria possível no Brasil pois não há espaço para o estepe no já diminuto porta-malas do EcoSport.

Por dentro a verdadeira revolução: esqueça as influências do Fiesta pois agora o EcoSport se espelha no Focus, tanto que o volante é o mesmo. O SUV compacto ganhou acabamento emborrachado na superfície do painel e a generosa central multimídia SYNC 3. Aparentemente um dos maiores problemas do EcoSport foi resolvido, falta saber se a Ford brasileira terá o mesmo esmero do Eco americano.

Além do visual renovado, o novo EcoSport ganhará mecânica nova. O motor 2.0 passará a ter o mesmo acerto do Focus, com injeção direta e outras melhorias para render 178 cv, assim abrindo espaço para o novo motor 1.5 três cilindros Dragon com 150 cv, substituto do 1.6 Sigma. O câmbio Powershift, apesar das reclamações, será mantido até o fim desta geração. Rumores apontam para a estreia do EcoSport reestilizado em meados de 2017.

Informações de Marcelo de Queiroz direto de Detroit. 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Digite seu comentário
Insira seu nome aqui