Não somente o Brasil é terra de carros jurássicos sobreviventes por inacreditáveis anos e, para piorar, vendendo muito bem. Isso acontecia também no México, terra onde o Fusca foi produzido até 2003, acredite. Chegou a vez de outro dinossauro sobre rodas chegar ao fim: o Nissan Tsuro, um Sentra de terceira geração projetado para o início dos anos 1990 e que sobreviveu por ininterruptos 25 anos.

[interlinks]

Apesar do ultrapassado Chevrolet Classic ainda restar sobre nós, a obrigatoriedade de airbags e ABS em, 2013 encerrou a vida de outros carros, digamos, idosos, tal qual Volkswagen Kombi e Fiat Mille. Esta mesma regra está sendo aplicada no México, o que obrigou a Nissan a decretar o fim da vida do Tsuru.

Nissan Tsuru [4]

Líder de vendas por lá por 14 anos (1997-2011), ele perdeu seu reinado há quatro anos para o Volkswagen Jetta. Em sua longa carreira, o Tsuru passou por algumas pequenas atualizações de estilo, mas estava com o mesmo visual inalterado desde 2004. Nem uma singela calota mudou em 12 anos. A mecânica, foi atualizada com o tempo, mas em certa parte de sua vidam, usou motores Renault. Sua popularidade se deu, especialmente, por conta do preço baixo (na faixa dos R$ 25 mil) e pela grande predileção dos taxistas por ele.

Nissan Tsuru [7]

O fim da produção se deu pelos mesmos motivos que Kombi e Mille não estão mais conosco até hoje: ele simplesmente não é compatível com airbags e ABS. Para instalar os equipamentos seria necessária uma modificação extrema no painel e no sistema eletrônico do velho sedã, o que acabaria com o mote de baixo custo.