Uno e Panda são irmãos gêmeos. Mas, ao contrário de Ford Fusion e Mondeo, que contam com pequenas mudanças entre si, a dupla ítalo-brasileira soube se diferenciar em posicionamento de mercado e visual, apesar de manter diversos elementos. O projeto foi tocado pelo Brasil e, por isso, o Uno foi lançado por aqui primeiro.

– Siga o AUTOPOLIS no Facebook
– Veja mais projeções do AUTOPOLIS

A plataforma de ambos é compartilhada, e até mesmo o Palio tira proveito da arquitetura. Italia ou Brasil, Uno ou Panda, eles cumprem o papel de modelos de entrada da Fiat em seus mercados. No velho continente, o Panda assume um visual parecido com o de uma minivan e tem acabamento mais caprichado. O Uno, por sua vez, aposta no saudosismo referencial ao Mille, além de adotar o tema de quadrados arredondados por toda a sua carroceria. Mas e se o Panda fornecesse uma versão ao Uno para atuar em um segmento no qual o compacto nacional ainda não atua? Que tal mesclar o Panda 4X4 Cross para criar o Uno Adventure? Foi a ideia que tivemos para as projeções que ilustram esse texto.

Fiat Uno Adventure [2]

A linha Adventure da Fiat aposta no visual parrudo para transmitir uma capacidade off-road que muitas vezes não existe na prática. Para mudar a realidade dessa gama, o Uno Adventure aproveitaria a tração 4×4 do irmão. O para-choque dianteiro perderia o grande bocão em favor de um conjunto mais agressivo com aberturas de ar na parte inferior. A parte sem pintura no para-choque interligaria os faróis, visualmente, a todo o conjunto off-road do compacto aventureiro.

Diferentemente do Panda Cross, o Uno Adventure seria equipado com estepe na tampa do porta-malas. Apesar de ser uma característica polêmica, o segmento pseudo-off-road de certa maneira exige este item. O tema dos quadrados arredondados seria repetido nos elementos do para-choque, onde ficam as luzes de neblina e o falso quebra-mato. O aerofólio sem pintura, vindo diretamente do Uno Sporting, completaria o conjunto com as rodas grafite.