O Denatran (Departamento Nacional de Trânsito) divulgou, na última segunda-feira (2), no Diário Oficial da União, uma nova resolução que visa aumentar a segurança dos passageiros nos veículos comercializados no Brasil. De acordo com a nova norma, a partir de 2018, os automóveis, peruas, caminhonetes e utilitários devem dispor de cinto de segurança de três pontos e apoio de cabeça em todas as posições de assento. Para automóveis, comerciais leves e caminhões, a medida também torna obrigatória a instalação de ao menos um ponto de fixação para cadeirinhas infantis, do tipo ISOFIX, em um dos assentos do banco traseiro.

Siga o AUTOPOLIS no Facebook
Leia mais notícias sobre Legislação

A nova lei traz também algumas exceções. No caso de caminhões, caminhões-tratores e “motorhomes”, quando não houver risco de contato entre o para-brisa e a cabeça do ocupante, serão admitidos cintos de segurança subabdominais e dispensados os encostos de cabeças nas posições centrais dos bancos (dianteiro ou traseiro).

bancos-isofix

Já com relação aos pontos de ancoragem para cadeirinhas infantis Isofix, no caso de modelos esportivos de duas portas, admite-se que haja fixação nas costas dos bancos dianteiros. Para carros com apenas uma fileira de bancos, como alguns conversíveis, está excluída a determinação, vez que não é permitido o transporte de crianças em cadeirinhas nos assentos dianteiros.

Para consultar a resolução na íntegra, clique aqui.