O órgão de regulamentação de tráfego norte-americano, NHTSA, determinou na última segunda-feira (31) que todos os carros novos vendidos nos EUA a partir do dia 1º de maio de 2018 deverão contar com câmera de estacionamento traseira em suas listas de equipamentos de série. Atualmente utilizado como acessório para garantir ar tecnológico a um veículo, o item será de muita importância segundo a NHTSA, já que estimativas apontam que poderão ser economizados até US$ 396 milhões (cerca de R$ 900 milhões) em indenizações e tratamentos médicos, além de evitar a morte de 70 pessoas por ano. Este também será um dos quesitos mínimos para que os carros obtenham cinco estrelas nos testes do NCAP. 

Além da câmera de ré, que só entra em vigor em 2018, outros equipamentos também fazem parte da lista exigida pelo órgão, alguns bem distantes do Brasil. Aviso de colisão frontal, alerta de mudança involuntária de faixa e controle de estabilidade estão nas exigências da NHTSA de 2014, além dos básicos freios ABS e airbags frontais (estes dois últimos que fizeram barulho ao serem exigidos só agora, em 2014, nos veículos brasileiros). No entanto, as câmeras terão instalações e características específicas, como a área que deve ser mostrada (retangular, com 3 metros de comprimento por 6 de largura). Além disso, todos os veículos zero-quilômetro de até 4,5 toneladas e que tenham quatro rodas ou mais devem ter o equipamento, ou seja, além de micro-carros, ônibus e alguns caminhões também deverão contar com a câmera traseira.

Estima-se um investimento entre US$ 700 milhões e US$ 1,6 bilhão (cerca de R$ 1,6 bilhão e R$ 3,7 bilhões), que é o preço previsto pelas fabricantes e revendedoras pela instalação do acessório nos automóveis. Isso também acarretará no aumento dos valores finais dos carros para os consumidores, que além disso, deverão ter uma tela instalada no painel (ou no retrovisor, como no Kia Soul, por exemplo), demandando ainda mais custos. A NHTSA afirmou também que antes da decisão foram testados outros dois métodos mais tradicionais – e baratos – de segurança, como sensores de estacionamento com aviso sonoro e sensores com aviso sonoro e gráfico. Porém, a câmera de ré proporcionou maior segurança, sendo a escolhida para obrigatoriedade.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Digite seu comentário
Insira seu nome aqui