A Audi está celebrando a produção do carro de número 8 milhões com a tecnologia quattro drive. A honra coube a um Audi Q5 2.0 TFSI quattro, fabricado na planta de San José Chiapa, no México.

A tecnologia quattro estreou em 1980 e hoje está disponível em mais de 100 modelos e versões. A “quattro all-wheel drive system” é padrão no Audi Q7, no A4 allroad quattro, no A6 allroad quattro, no A8, no R8 e em todos os carros das linhas S e RS, além de estar disponível em outros modelos de série. Em 2015, 44% de todos os clientes da Audi no mundo escolheram veículos equipados com a tecnologia. O Audi Q5 está no topo da lista, com 262.000 unidades.

A Audi oferece a tração quattro em diferentes versões adaptadas a cada modelo. Para os compactos de série com motores montados transversalmente, uma embreagem com múltiplos discos com acionamento hidráulico, controlada eletronicamente, é montada no eixo traseiro. No carro esportivo R8 com motor central, a embreagem de múltiplos discos é localizada no eixo frontal. De acordo com a situação de condução encontrada, esses sistemas ativos distribuem o torque da transmissão variavelmente entre ambos os eixos.

O diferencial central autoblocante é usado em diversos modelos da Audi, com um motor frontal montado longitudinalmente – ele é um conjunto com engrenagem planetária puramente mecânico. Normalmente, ele divide o torque da transmissão enviado às rodas frontais e traseiras com uma distribuição de 40% na frente e por 60% atrás.

Há ainda o diferencial esportivo instalado no eixo traseiro dos modelos com motores mais potentes. Ele distribui, de modo ativo, o torque entre as rodas traseiras por meio de dois conjuntos de engrenagens sobrepostos, cada um com uma embreagem de discos múltiplos acionada eletro-hidraulicamente. Em casos extremos, quase todo torque é enviado a uma única roda. Na verdade, o sistema empurra o carro para dentro da curva, eliminando chances de subesterçamento.

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Digite seu comentário
Insira seu nome aqui