Nesta semana o Antigos e Mexidos relembra um modelo muito querido pelos brasileiros por seu desempenho e suas linhas em sua passagem pelo mercado nacional entre os anos 1990 e 2000: trata-se do Fiat Marea.

Com a função de substituir o Tempra, modelo de grande sucesso por aqui, o Marea chegou em terras brasileiras nas versões sedã e Weekend, com motor 2.0 de 20 válvulas e 142cv, que chegava a quase 200km/h de velocidade máxima com sua configuração original. Isso porque muitos dos proprietários gostavam de dar um upgrade no coração da máquina para ter ainda mais desempenho.

Para resolver esse ponto, em 2000 a Fiat lançou a versão Turbo, que de fábrica vinha com o kit que proporcionava 182cv de potência e velocidade final na faixa dos 220km/h. Para segurar todo esse ímpeto do coração da máquina, o Marea tinha freios a disco nas quatro rodas, com a opção de ABS para seus proprietários.

No interior, o painel de instrumentos trazia ao condutor, além do velocímetro, o conta giros, medidor do nível de combustível e temperatura do sistema de arrefecimento, com uma disposição harmônica de se visualizar. A central multimídia tinha a opção do rádio integrado ao painel, com a possibilidade dos comandos também no volante, além dos botões de acionamento dos faróis de milha, desembaçador traseiro e os comandos de ar condicionado. Vidros elétricos nas quatro portas e air bags frontais e laterais eram também opções para o proprietário.

Além do motor 2.0 e do turbo, o modelo também teve o propulsor 2.4, que rendia 160cv e velocidade máxima de 205km/h, com a opção de câmbio automático em algumas versões. A partir de 2005, com as vendas já menores, o Marea ganhou versões de motor menos potentes, exemplo da versão 1.8, de 16 válvulas e 132cv, que chegava aos 198km/h e a versão 1.6, lançada no ano seguinte, que tinha 106cv e chegava aos 186km/h, o que mesmo assim era um desempenho muito bom.

As últimas unidades do modelo foram fabricadas em 2007, deixando saudades e muitas histórias por parte dos proprietários, desde aqueles que gostavam de fazer melhorias para aumentar ainda mais o desempenho do carro, até aqueles que simplesmente apreciavam o prazer de dirigir com conforto, o que sem dúvidas, o Marea oferecia.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Digite seu comentário
Insira seu nome aqui